REGISTRO CIVIL
DAS PESSOAS NATURAIS E 2ª ZONA
NOVO HAMBURGO - RS

Detran RS

1ª Zona (51) 3593-3841

2ª Zona (51) 3594-2124

CRVA (51) 3582-0101

NOTÍCIAS

CNJ: Portaria torna obrigatória a biometria de recém-nascidos

05/03/2018

 

CNJ: Portaria torna obrigatória a biometria de recém-nascidos

quinta-feira, 8 de Fevereiro de 2018 14:43

Portaria do Ministério da Saúde, a pedido do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), torna obrigatória a identificação palmar de todos os recém-nascidos brasileiros, juntamente com a identificação biométrica de sua mãe.

As imagens devem constar na Declaração de Nascidos Vivos (DNV) e serão armazenadas no cartório no qual a criança for registrada, para utilização na Base de Dados da Identificação Civil Nacional. O Governo Federal lançou na última segunda-feira 5/2 o Documento Nacional de Identidade eletrônico, que tem como principal dado em sua base a biometria da população.

A mudança foi publicada nesta segunda-feira (5/2), no Diário Oficial da União (DOU), na Portaria 248 do Ministério da Saúde. As Secretarias de Vigilância em Saúde e de Atenção à Saúde terão 90 dias para definir as normas de procedimentos a serem adotados nas maternidades.

“A certidão de nascimento é um documento importantíssimo e pouco valorizado. Nenhuma pessoa tem duas certidões de nascimento. A mudança é um passo muito importante a fim de começarmos a coleta de dados para a Identificação Civil Nacional (ICN) desde o nascimento, ampliando a nossa base de dados”, disse a conselheira do CNJ e membro do Comitê Gestor do ICN, Maria Tereza Uille. “Além disso, ela funciona como prevenção ao desaparecimento de crianças e tráfico de pessoas, uma vez que a informação é disponibilizada eletronicamente para todos os órgãos nacionais”.

Projeto piloto
Em Brasília a identificação biométrica de recém-nascidos serviu como “projeto piloto” para a ampliação nacional do programa. Nomeado de “Pequeno Cidadão”, o projeto começou em 2017, após a sanção da Lei Distrital 5.804/2017 de autoria do deputado distrital Juarez Carlos de Oliveira (PSB).

Na capital, são coletadas impressões papiloscópicas de recém-nascidos em maternidades do Distrito Federal e com a vinculação de dados biográficos e biométricos de seus respectivos responsáveis legais. Um dos objetivos da lei distrital é também evitar a troca de crianças na maternidade.

A Lei que trata da Identificação Civil Nacional (ICN) foi sancionado em maio de 2017 (lei 13.444/2017) com a proposta de criar um novo documento, válido em todo território nacional, que unifica dados biométricos e civis dos brasileiros.

ICN
O Documento Nacional de Identidade ( DNI) identificará o cidadão de forma única em suas relações com a sociedade e com os órgãos e entidades governamentais e privados. Constam do DNI outros documentos já validados na Base de Dados da ICN, como o CPF e o Título de Eleitor. Além disso, outros documentos eletrônicos poderão ser agregados ao DNI, como a Carteia Nacional de Habilitação (CNH) digital.

Por enquanto, na fase de testes, apenas servidores do Ministério do Planejamento e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) poderão fazer o documento. A estimativa é que, a partir de julho, todos os cidadãos brasileiros possam solicitar o documento, que será acessado por um aplicativo no celular.

Fonte: CNJ

Mais notícias

  • 01/04/2019:

    FERIADO MUNICIPAL 05/04/2019

    -   Prezados,   informamos que dia 05 de abril não haverá expediente devido ao feriado Municpal.   Plantão de óbitos terá seu atendimento habitual.   Atenciosamente. RCPN's e CRVA's

    Leia Mais

  • 22/02/2019:

    HORÁRIOS DE ATENDIMENTO NO CARNAVAL

    -  Prezados clientes,  ATENÇÃO AOS HORÁRIOS DE ATENDIMENTO NO CARNAVAL: Dias 04 e 05 não haverá atendimentos nos Cartórios e CRVA. Registro Civil: 06/03 início às 12hrs   CRVA: 06/03 início às 09hrs Horários conforme Portaria 71/2019 DETRAN/RS e Provimento 40/2018-CGJ.

    Leia Mais

  • 10/01/2019:

    Cartórios divulgam os nomes mais registrados no Rio Grande do Sul em 2018

    -  Dados compilados nas 410 unidades de Registro Civil do Estado formam o ranking das preferências estaduais Arthur, com 1.067 registros, e Ana Clara, com 695, foram os nomes mais escolhidos pelos pais gaúchos no momento do registro de nascimento de seus filhos em 2018. É o que apontam os dados compilados nos 410 cartórios de Registro Civil do Estado. Veja abaixo o ranking completo. Já no Brasil, os nomes mais registrados foram Enzo Gabriel, com 18.156 registros, e Maria Eduarda, com 15.760. As preferências nacionais do ano que se encerra superaram os nomes que em 2017 ocupavam o topo da lista – Miguel, agora na segunda colocação e Alice, agora na 3º colocação entre os nomes femininos. O levantamento nacional reuniu dados de todos os 7.732 Cartórios de Registro Civil dos 26 Estados brasileiros e do Distrito Federal, que formaram uma base de mais de 2 milhões e 760 mil registros realizados até o dia 18 de dezembro, disponível a toda a sociedade através do Portal da Transparência no endereço www.registrocivil.org.br. Com a totalidade dos Estados integrados à base de dados da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen/Brasil) foram identificadas as preferências em cada uma das cinco regiões brasileiras. Nos rankings regionais surgem variações à lista nacional, como a presença de nomes como João Miguel – um dos que mais cresceu em 2018 – no Norte, Nordeste e Centro-Oeste -, Heitor, no Centro-Oeste, e Maria Clara e Maria Cecília, também no Nordeste. O levantamento, que usou a Central Nacional de Informações do Registro Civil como base central, identificou ainda a existência de 348.861 nomes diferentes, alguns deles com ampla variação de grafia, além dos tradicionais nomes diferentes escolhidos pelos pais. Destaque também à quantidade de nomes compostos, que representam 28,3% do total de nomes escolhidos pelos pais brasileiros. O estudo identificou ainda a existência de 3.027 variações compostas para o nome Maria, 2.320 para Pedro, 1.564 para Ana, 1.488 para Enzo e 1.260 para João. Portal da Transparência A partir deste ano, o levantamento dos nomes mais registrados, assim como o da quantidade de nascimentos, casamentos, óbitos e CPFs estará disponível à toda a população através do Portal da Transparência do Registro Civil (www.registrocivil.org.br). Pelo site é possível segmentar a busca Nacional, por Estados, Regiões e Municípios brasileiros no ano da pesquisa ou em anos retroativos em uma base que conta com mais de 125 milhões de registros. Outro serviço disponibilizado é a Busca de Óbitos de Pessoas Desconhecidas, que auxilia na localização de pessoas desaparecidas e registradas como indigentes. Através do Portal também é possível ao cidadão fazer buscas de registros e solicitar certidões de nascimento, casamento e óbito de qualquer cartório brasileiro de forma simplificada, ágil, sem gastos adicionais com despachantes e diretamente por meio do tablet ou do celular. Se optar pela via impressa do documento o cidadão pode decidir por receber o documento em casa ou retirar no cartório mais próximo. Caso prefira a versão digital do documento, ele pode receber a certidão eletrônica por e-mail, com a mesma validade do documento original. Ranking de nomes mais registrados 10 NOMES MAIS FREQUENTES NO RS ARTHUR 1067 PEDRO HENRIQUE 903 MIGUEL 757 ANA CLARA 695 MARIA EDUARDA 685 MARIA CLARA 683 ENZO GABRIEL 667 HELENA 626 BERNARDO 547 ALICE 528 10 NOMES MASCULINOS MAIS FREQUENTES NO RS ARTHUR 1067 PEDRO HENRIQUE 903 MIGUEL 757 ENZO GABRIEL 667 BERNARDO 547 LORENZO 494 JOÃO PEDRO 488 DAVI 408 JOAQUIM 389 GABRIEL 350 10 NOMES FEMININOS MAIS FREQUENTES NO RS ANA CLARA 695 MARIA EDUARDA 685 MARIA CLARA 683 HELENA 626 ALICE 528 VALENTINA 517 MARIA LUIZA 410 LÍVIA 365 SOPHIA 348 LAURA 341 10 NOMES MAIS FREQUENTES NO BRASIL ENZO GABRIEL 18.156 MIGUEL 17.699 ARTHUR 17.119 JOÃO MIGUEL 16.049 MARIA EDUARDA 15.760 MARIA CLARA 14.170 HEITOR 14.025 PEDRO HENRIQUE 13.672 ALICE 12.482 ANA CLARA 11.059 10 NOMES MASCULINOS MAIS FREQUENTES NO BRASIL ENZO GABRIEL 18.156 MIGUEL 17.699 ARTHUR 17.119 JOÃO MIGUEL 16.049 HEITOR 14.025 PEDRO HENRIQUE 13.672 DAVI 10.206 BERNARDO 9.914 JOÃO PEDRO 9.519 GABRIEL 9.452 10 NOMES FEMININOS MAIS FREQUENTES NO BRASIL MARIA EDUARDA 15.760 MARIA CLARA 14.170 ALICE 12.482 ANA CLARA 11.059 HELENA 10.573 VALENTINA 10.325 MARIA LUIZA 9.353 LAURA 9.252 MARIA ALICE 8.782 MARIA CECÍLIA 7.719 Fonte: Assessoria de Imprensa ARPEN/RS http://www.arpenrs.com.br/novo/index.php?conteudo=noticia.php&id=6266&utm_source=Arpen%2FRS+-+ATUALIZADA&utm_campaign=cde18dc1d7-EMAIL_CAMPAIGN_2018_06_27_05_15_COPY_01&utm_medium=email&utm_term=0_f69884e9c5-cde18dc1d7-85935431

    Leia Mais

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS...